Fisioterapia Pós-Operatória

O que é?
O atendimento fisioterapêutico na fase do pré-operatório é essencial para auxiliar o paciente a conseguir uma rápida recuperação.

No pós-operatório, muitos pacientes se encontram debilitados e com déficit de ativação da musculatura, bem como dificuldades em marcha e atividades funcionais. O paciente pode ter uma tendência a desenvolver um edema, principalmente nas pernas e nos pés, o que pode contribuir para o surgimento de uma trombose venosa.

Para evitar que isso ocorra, o fisioterapeuta deve traçar um programa de tratamento levando em consideração todas as características do paciente. Ele deve auxiliar o paciente durante os exercícios e alongamentos para fortalecer os músculos e recuperar os movimentos.

As manobras da fisioterapia utilizadas nessa fase também devem ser realizadas com um cuidado redobrado para minimizar o risco de uma lesão no tecido traumatizado. Se os recursos da fisioterapia são utilizados da forma correta o paciente pode ter um tempo menor de inatividade.
É importante que o fisioterapeuta também oriente o paciente em relação ao repouso, hidratação, uso da malha compressiva para acelerar a recuperação no pós-operatório.

Quando fazer?
Para que a cirurgia seja bem sucedida, o acompanhamento do fisioterapeuta deve ser incluído na fase do pré e pós-operatório, independente do procedimento cirúrgico.